Falecido em 2016, Nicolau Breyner tem neste filme de Jorge António, uma das suas ultimas interpretações. Homenageado também António Costa o dono da Cinemate, produtora do filme.

Publicado em Cinema