Homenagem a Natália Correia no Teatro Micaelense

segunda, 20 março 2017 00:10 Escrito por 
Homenagem a Natália Correia no Teatro Micaelense D.R.

Artistas de diferentes disciplinas vão subir na quarta-feira ao palco do Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, nos Açores, para prestarem homenagem à poetisa Natália Correia.

"É um espectáculo multidisciplinar, entre a dança, o teatro, a música, o vídeo, que concorrem para um evento no seu todo que pretende ser uma celebração, uma homenagem à grande poeta e nossa conterrânea Natália Correia", afirmou à agência Lusa o director artístico do espetáculo, Nelson Cabral, que também é actor.

O espectáculo, intitulado "Poesia em Natália", está integrado no projecto da Fundação Inatel, que decorre em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, até quarta-feira e inclui também uma tertúlia, uma exposição e animação musical.

Natália Correia nasceu no concelho de Ponta Delgada, em 1923, e fixou residência em Lisboa, onde morreu a 16 de Março de 1993.
Foi poetisa, dramaturga, romancista, ensaísta, tradutora, jornalista, guionista e editora, e também deputada.

O director artístico adiantou que o espetáculo vai centrar-se mais sobre o lado literário de Natália Correia e não tanto sobre a sua vida política.

"Acho que é um espectáculo para todo o público, porque os artistas de diferentes disciplinas que aqui estão a trabalhar fazem-no com essa preocupação", referiu Nelson Cabral, acrescentando que se pretende "uma noite de festa e reflexão sobre a mulher poeta".

Entre os artistas que vão actuar, Nelson Cabral destacou Aníbal Raposo, que tem dois temas com letra de Natália Correia, Zeca Medeiros, a Companhia Ballet Teatro Paz, o grupo de teatro 3+1, o compositor Cristóvão Ferreira e o grupo Colectivo Poesia, entre outros.

O artista revelou, ainda, que o projecto "Linha da Frente", de Luís Varatojo e Rui Duarte, vai interpretar o poema "Coro das vozes cativas", de Natália Correia, recorrendo a música tecno elec’trónica, e o ator Frederico Amaral vai dar voz ao manifesto, um texto original do escritor Joel Neto.

"Quando os autores são bons e os textos são bons é permitido fazer quase tudo com estes textos, e é permitido pô-los através de uma linguagem mais acessível e até mais direcionada para aquilo que nós queremos, que é um espetáculo para toda a gente", disse Nelson Cabral.

Sem desvendar outros pormenores, para não retirar o efeito surpresa, Nelson Cabral informou que haverá um momento em que a Filarmónica de Nossa Senhora das Neves e o coro infantojuvenil do Conservatório Regional de Ponta Delgada vão interpretar conjuntamente o hino dos Açores, com letra de Natália Correia.

Também na quarta-feira, no Teatro Micaelense, vai ser inaugurada a exposição de artes plásticas com trabalhos de alunos, baseados na obra de ficção de Natália Correia "Grandes Aventuras de um Pequeno Herói".