Ana Almeida escreve uma adaptação irreverente de “Romeu e Julieta” de Shakespeare

sábado, 13 maio 2017 16:49 Escrito por 
Ana Almeida escreve uma adaptação irreverente de “Romeu e Julieta” de Shakespeare D.R.

Na colecção “Os livros estão Loucos” vai surgir mais um título, “Romeu e Julieta” uma adaptação do texto de William Shakespeare criada por Ana Almeida

Será esta a adaptação mais louca de sempre de “Romeu e Julieta”? Todos sabemos, lemos (ou pelo menos ouvimos falar) da peça de William Shakespeare. Agora, na colecção “Os Livros Estão Loucos”, adaptado por Ana Almeida, compreendemos que é aqui que ganha sentido a palavra romance.
Os protagonistas, Romeu e Julieta são jovens, bonitos e amam-se. Mas as famílias odeiam-se. Uma tragédia em que a paixão fala mais alto. A história que, ao longo dos séculos, tem encantado gerações. Está agora no formato mais irreverente de sempre. Feita expressamente para atrair e encantar os jovens portugueses dos nove anos em diante. UM livro que é uma experiência visual também: com cores, imagens e um grafismo irreverente.

De forma resumida e adaptada aos dias de hoje, “Romeu e Julieta” veste-se com a extravagância de “Os Livros Estão Loucos”. Chega às livrarias a 17 de Maio.

É possível que já conheça a tragédia dos dois namorados. Mas como está contada neste livro, acredite que nunca a leu. Em muito menos palavras, com imagens loucas e com uma forma de contar que põe a cabeça a andar à roda. Nas páginas deste livro, vê-se Julieta dançar com as letras e Romeu lutar com as palavras como se fossem espadas. Vê-se nascer um amor proibido numa noite de Verão. Contra tudo e contra todos, Romeu e Julieta enfrentam a rivalidade dos Montéquio e Capuleto.

“Este é mais um encantador livro que mostra aos jovens como um clássico pode ser divertido e animado. Os próximos títulos da colecção são: “Alice no País das Maravilhas”, Lewis Carroll, e “Os Três Mosqueteiros”, de Alexandre Dumas”., diz a nota de imprensa.

Modificado em domingo, 14 maio 2017 02:07