Dia Internacional dos Monumentos com muitas iniciativas

segunda, 17 abril 2017 01:03 Escrito por 
Dia Internacional dos Monumentos com muitas iniciativas D.R.

Dia Internacional dos Monumentos com "aumento imenso" de iniciativas


A diretora-geral do património Cultural, Paula Silva, considera que há "um maior interesse no património" e realçou o "aumento imenso" de iniciativas no âmbito do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se celebra na terça-feira.

Em entrevista à agência Lusa, Paula Silva, há pouco mais de um ano à frente da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), afirmou que o aumento do turismo levou os portugueses "a olharem mais e melhor para o seu património".

"O aumento do turismo faz com que as pessoas considerem melhor o seu património, porque veem que vêm cá pessoas de propósito vê-lo. Há uma cada vez maior consciência da importância do património, e em muitas vertentes - na da memória porque a globalização faz as pessoas pensarem dessa forma, mas também na vertente económica", afirmou.

Segundo Paula Silva, "a adesão ao Dia internacional dos Monumentos e Sítios aumentou imenso, o que é muito interessante".

Segundo dados citados pela responsável, este ano estão previstas 910 atividades, uma delas com a sua participação, uma visita ao torreão e à abóbada do Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, antiga residência régia.

"Estas iniciativas são interessantes por serem um chamar de atenção para as questões do património e a atividade que a DGPC faz é também interessante e motivador para todos os que participam, e não estar presente já não fica bem", disse.

O número de iniciativas nos últimos dez anos, quase quintuplicou, de duzentas, em 2007, preveem-se este ano cerca de 910.

O número de concelhos e de entidades participantes também aumentou "significativamente", salientou Paula Silva. Em 2007 participaram 60 concelhos e, este ano, devem participar 176. Quanto a entidades, em 2007 participaram 100, este ano vão participar "cerca de 670".

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios é mote para 406 visitas guiadas e/ou percursos orientados, 94 rotas patrimoniais e/ou itinerários culturais, 85 ateliês lúdicos e/ou oficinas pedagógicas e 'workshops', 59 exposições, 52 encontros, conferências e seminários, 50 espetáculos artísticos, mais 165 "outras atividades", segundo dados da DGPC.

O mote do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios é "Património Cultural e Turismo Sustentável", e enquadra-se no Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, uma decisão das Nações Unidos no âmbito da "Agenda 2030", resultado de uma cimeira deste organismo internacional, realizada em setembro último, em Nova Iorque, que fixou 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável, a alcançar até 2030, entre os quais erradicar a pobreza e a fome, e pugnar por cuidados de saúde com qualidade.

A escolha do mote para o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS), instituição internacional que se rege pela carta de Veneza de 1964, e atua nas áreas da conservação e da proteção dos sítios que são património cultural, segundo o 'site' da secção portuguesa deste organismo.

Entre outros aspetos, esta jornada, em abril, tem por objetivo "a interação equilibrada entre o crescimento turístico e a importância da conservação ambiental, a salvaguarda do património (imóvel, móvel e imaterial) [e] a gestão responsável dos recursos endógenos", lê-se no comunicado divulgado pela DGPC.

São também objetivos deste dia internacional "o diálogo e o intercâmbio cultural, a afirmação identitária das comunidades, a criação de serviços e de emprego, e o envolvimento e intervenção" das populações, agentes turísticos e decisores políticos, entre outros.