“Um Espectáculo” pela ACTA no Teatro Joaquim Benite

domingo, 09 abril 2017 18:07 Escrito por 
“Um Espectáculo” pela ACTA no Teatro Joaquim Benite D.R.

A 15 de Abril, a ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve vai estar em cena no Teatro Municipal Joaquim Benite, com “Um espectáculo”, uma encenação de Elisabete Martins a partir de um texto de Robert Pinget

Há reminiscências de Beckett no conflito que opõe os personagens de Pinget. Vladimir e Estragon, de “À espera de Godot”, perfilam-se no horizonte quando assistimos ao confronto entre um encenador obcecado com a materialização do espectáculo que idealizou e uma produtora cuja única função parece consistir em refrear os voos da imaginação alheia. Originalmente, o texto de Pinget chamava-se “Abel e Bela”, e requeria a participação de dois intérpretes masculinos.

Neste espectáculo, a ACTA optou não apenas por alterar o título, reforçando assim a dimensão metafórica do lugar onde decorre a acção, mas também por colocar o feminino na equação, enriquecendo o sentido das reflexões propostas”., refere a nota de imprensa


Robert Pinget (1919-1997) foi romancista, dramaturgo, contista e ensaísta. Antes de se dedicar à escrita, incentivado por Albert Camus, Alain Robbe-Grillet e Samuel Beckett, trabalhou como advogado na Suíça, o seu país natal, e estudou Belas-Artes em Paris. Em 1965 recebeu o Prix Femina pelo romance “Quelqu’un”.


Elisabete Martins é actriz, encenadora e formadora, tendo concluído em 2000 o Curso de Formação de Actores, Técnicos e Animadores Teatrais da ACTA. Integrou o elenco da companhia em 2001 e estreou-se na encenação no ano seguinte, com “O primeiro”, de Israel Horowitz.

FICHA ARTÍSTICA

Intérpretes Bruno Martins e Glória Fernandes

Dramaturgia, Espaço cénico e Figurinos Luís Vicente e Elisabete Martins