Algarve é, neste verão, uma região vestida de Azul

segunda, 08 maio 2017 18:34 Escrito por 
Algarve é, neste verão, uma região vestida de Azul D.R.

Este ano, o Algarve vai hastear 88 bandeiras azúis nas suas praias e marinas, sendo mais uma vez, a região com mais praias galardoadas.

Em 2017, o Algarve recebe o mesmo número de bandeiras do que em 2016, registando a saída da praia do Pintadinho e a inclusão da de Vale Centeanes, ambas no concelho de Lagoa.

Albufeira é o concelho do país com mais praias galardoadas (24 no total) seguida, na região, de Vila do Bispo (11) e Loulé (10).
As quatro marinas de Albufeira, Lagos, Portimão e Vilamoura também viram reconhecidas a sua qualidade ambiental.


É com grande satisfação que vejo as praias e marinas do Algarve serem distinguidas pela sua sustentabilidade ambiental. A região é reconhecida mundialmente pela sua oferta de Sol e Mar e de turismo de natureza e, para tal, contribuiu a qualidade das nossas zonas balneares e marinas. As nossas praias atraem milhares de turistas todos os anos pela sua beleza natural e vastos areais: se a região possui todos estes atrativos naturais, temos de saber preservá-los e apostar num turismo sustentável, como temos vindo a fazer ao longo dos anos, e esta continuará a ser uma das maiores prioridades para a região”, explica Desidério Silva, Presidente da Região de Turismo do Algarve e antigo presidente da Câmara Municipal de Albufeira


Em Portugal, a Bandeira Azul vai ser hasteada em 320 praias, das quais 292 são praias costeiras e 28 praias fluviais, o que representa mais seis bandeiras azuis este ano.


Portugal é assim o país da União Europeia com maior percentagem de praias galardoadas (55%) de entre as praias aptas para banhos, embora esteja em quinto lugar no ranking europeu no número total de praias distinguidas, atrás de Espanha (578), Grécia (486), França (390) e Itália (342).

A Bandeira Azul é um galardão ambiental atribuído anualmente a praias, marinas e portos de recreio que cumprem um conjunto de critérios de gestão ambiental, educação ambiental, informação, qualidade da água balnear, serviços e segurança dos utentes.


Em Portugal, o galardão é desenvolvido pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), secção portuguesa da Foundation for Environmental Education (FEE) e conta com o apoio técnico da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), entre outras entidades públicas e privadas com responsabilidades na gestão das praias, marinas e portos de recreio.