Poesia invade Olhão num encontro de dimensão internacional

Poesia invade Olhão num encontro de dimensão internacional

Poesia invade Olhão num encontro de dimensão internacional D.R.

O II Encontro Internacional de Poesia a Sul 2016, arranca naquela cidade algarvia já no dia 21 de Outubro

A partir de sexta feira, dia 21 de Outubro, e durante 10 dias, a poesia volta a invadir vários espaços da cidade de Olhão, com a segunda edição do Poesia a Sul, o Encontro que na edição de 2016 assume uma dimensão internacional, com convidados do Vietname, Marrocos, Chile, Espanha, Brasil, França e, naturalmente, Portugal.

A iniciativa da Câmara Municipal, comissariada pelo poeta olhanense Fernando Cabrita, tem a sessão inaugural marcada para as 18:00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a apresentação do presidente da edilidade, António Miguel Pina. Pelas 18:45, e ainda no Salão Nobre, acontecerá a apresentação da obra de Fernando Cabrita, “Oito Livros de Oito Poetas”.

O primeiro dia do II Encontro Internacional Poesia a Sul prossegue com a inauguração de duas exposições, de desenho e escultura, da autoria de Joana Rosa Bragança, jovem artista plástica, fotógrafa e ilustradora portuguesa que vive e trabalha em Olhão, e de Alberto Germán, escultor espanhol, professor universitário e coordenador responsável nos cursos da Faculdade de Belas Artes de Sevilha, respectivamente. As duas mostras ficarão patentes ao público até ao encerramento do Encontro, no Auditório Municipal de Olhão.

A maior sala de espectáculos do concelho acolhe, a partir das 21:30, a performance de spoken word “12 Canções Faladas e 1 Poema Desesperado”, protagonizada pelo poeta e declamador Napoleão Mira, em conjunto com os Reflect.
O espetáculo tem entrada livre, e as contribuições voluntárias do público reverterão integralmente a favor da ADAPO – Associação de Defesa dos Animais e Plantas de Olhão.

A encerrar o dia inaugural do Poesia a Sul, a partir das 23:30, o Cantaloupe Café, nos Mercados Municipais, é o cenário escolhido para uma leitura de poemas por Adão Contreiras, Pedro Tavares, Mario Rodriguez, Eladio Orta, Raquel Zarazaga, Adília César, Marco Mangas e João Miguel Pereira, acompanhada pela música do poeta, escritor e músico Fernando Pessanha.

No sábado, dia 22 de Outubro, a programação reserva uma palestra, proferida por Fernando Cabrita, subordinada ao tema “The Waste Land, de T.S. Elliot – O Grande Poema do Séc. XX”. A iniciativa acontece no Museu Municipal Edifício do Compromisso Marítimo, a partir das 15:00.

Uma hora mais tarde, no mesmo espaço, decorre outra palestra, desta vez por Augusto Thassio de Los Infantes. O poeta, historiador, conferencista e pintor espanhol fala sobre “A Vida e Morte de Miguel Hernandez”.

Pelas 17:30, no Cantaloupe Café, haverá lugar a leituras de poemas, por Raquel Zarazaga e Mario Rodriguez, e às 18:30, na Galeria Sul, Sol e Sal decorre um debate cujo tema é “A Poesia e o Ensino”. Frente a frente estarão os professores Anabela Batista, Nélia Estevão, Paulo Penisga e Pedro Oliveira Tavares.

O jantar, a partir das 20:00, será subordinado ao tema “Poesia Erótica à Mesa”. O dia termina, pelas 22:30, no Cantaloupe Café, com uma jam session protagonizada por Luís Ene, mestre da escola minimalista e da poesia em prosa, e pelo romancista, actor e declamador Paulo Moreira.

O domingo, dia 23 de Outubro, começa pelas 11:00, com “Poesia com Vista para o Mar”, no Cantaloupe Café. A iniciativa contempla a apresentação de livros de Pedro Jubilot e Raquel Zarazaga e leituras de Augusto Thassio de los Infantes, Luís Ene e Mario Rodriguez.

Pelas 17:00, nos Mercados Municipais, há teatro com a companhia te-Atrito. Criado em Outubro de 2005, o grupo de teatro algarvio é formado por teatro-amadores com experiências e modos de trabalhar diversificados. O espectáculo integra a programação paralela do II Encontro Internacional Poesia a Sul.

Ainda nos Mercados Municipais, pelas 17:30, a estudiosa de Fernando Pessoa Teresa Rita Lopes profere uma palestra sobre “Pessoa e o Livro do Desassossego”. Meia hora mais tarde, desta vez no Cantaloupe Café, há jazz, bebop e hardbop, com André Murraças no saxofone, André Ferreira no contrabaixo, Vítor Guerreiro na guitarra e Maximiliano Llanos na bateria.

O dia encerra pelas 19:30, de volta aos Mercados Municipais, com leituras de poemas por Rogério Cão e Fernando Cabrita.

Na segunda feira, dia 24 de Outubro, a programação do II Encontro Internacional Poesia a Sul reserva, pelas 18:00, no Cantaloupe Café, a apresentação de livros de Miguel Godinho e António Ventura.

O II Encontro Internacional Poesia a Sul – Olhão 2016 constitui, até 30 de outubro, uma oportunidade para que poetas das mais diversas origens e linguagens se encontrem, para 10 dias de intercâmbio, partilha, palestras, debates, mesas redondas, apresentações de livros, leituras, homenagens, exposições e convívio, numa iniciativa que a organização pretende aberta à participação do público em geral.

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 31 Dez. 2017 17:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 17 Dez. 2017 18:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

captcha