Luiza Neto Jorge lembrada no Chapitô com a Poesia que nos deixou

Luiza Neto Jorge lembrada no Chapitô com a Poesia que nos deixou

Luiza Neto Jorge lembrada no Chapitô com a Poesia que nos deixou D.R.

A 10 de Maio o Chapitô apresenta no Centro de Documentação Luiza Neto Jorge, “Memória de um Tempo” um recordar da sua poesia e toda a sua obra.

O Bartô a par com a sua programação nocturna é também durante o dia, sala de aula e Biblioteca, transformando-se no Centro de Documentação Luiza Neto Jorge, com espaço expositivo para artistas plásticos.


Um lugar multidisciplinar enquadrado no grande projecto Chapitô, cuja dinâmica única na cidade de Lisboa manifestam um propósito artístico e social que faz História e Futuro para o Mundo.


A poeta, tradutora e argumentista Luiza Neto Jorge faria 78 anos no dia 10 de Maio. A data será celebrada com o visionamento de uma montagem de documentos raros ou inéditos pertencentes ao espólio da autora sobre a sua vida e obra (áudio-vídeo, fotografias, desenhos...); seguir-se-ão leituras da sua poesia pela voz de Luís Miguel Cintra, Luís Lima Barreto, Diogo Dória, Dinis Neto, Teresa Coutinho, um momento de conversa com a presença de alguns companheiros de vida e de poesia da Luiza com algumas surpresas.

Luiza Neto Jorge ajudou a organizar a Biblioteca e ofereceu alguns livros para o nosso acervo, assim como Agostinho da Silva e Maria Ulrich.

A poeta pertence à História da literatura portuguesa e à história do Chapitô. Há que relembrar a poesia e contextualizar a sua obra.

Vamos redescobrir esta personalidade de referência literária e apurado humor, que pertence a uma geração de inquietos construtores.

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 31 Dez. 2017 17:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 17 Dez. 2017 18:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

sábado, 18 Nov. 2017 00:00 – 23:59

captcha