António Lobo Antunes e Eduardo Lourenço no último dia do FIC

António Lobo Antunes e Eduardo Lourenço no último dia do FIC

António Lobo Antunes e Eduardo Lourenço no último dia do FIC D.R.

No último dia do Festival Internacional de Cultura, dois nomes maiores da cultura portuguesa, António Lobo Antunes e Eduardo Lourenço, juntar-se-ão em Cascais para um encontro singular.

O ciclo de encontros e debates com escritores do FIC incluirá também uma homenagem a Manuel Alegre, Prémio Camões 2017, e encontros com autores como Nuno Júdice, Gonçalo M. Tavares ou Rodrigo Guedes de Carvalho, entre mais de 40 convidados.


Depois de, ao longo da semana, terem sido anunciados muitos dos convidados e actividades que fazem parte da programação nas diferentes áreas - da Literatura à Música, passando pelo Teatro, Cinema, exposições, animação infantil, noites de poesia, artes de rua e eventos de gastronomia, bem como uma inovadora Festa do Livro – é agora anunciado todo o programa do ciclo de debates e encontros com escritores, uma das áreas principais do FIC, que inclui treze sessões.


A última, de 30 de Setembro, será certamente de grande expectativa pois junta dois nomes da literatura e do pensamento, António Lobo Antunes, nome grande da literatura mundial, e Eduardo Lourenço, um dos mais importantes pensadores contemporâneos, protagonizam “um “frente-a-frente” invulgar no calendário cultural português.” A sessão, que encerrará o festival, realiza-se pelas 21:30, no auditório da Casa das Histórias Paula Rego.


Até lá, no entanto, muitos outros convidados de relevo chamarão a Cascais os seus leitores e admiradores: Alexandra Lucas Coelho e Gonçalo M. Tavares, com moderação de José Mário Silva (dia 16, 21:30); Clara Ferreira Alves e Rodrigo Guedes de Carvalho, com moderação de Maria Flor Pedroso (dia 17, 21:30); Hélia Correia e Nuno Júdice, com moderação de Luís Caetano (dia 23, 19:00); Mário Avelar, José Tolentino Mendonça, Alfredo Teixeira (dia 29 às 21:30, em sessão inserida nas Conversas do Bairro, promovidas pela Fundação D. Luis e subordinada ao tema “As artes contemporâneas no centenário das aparições de Fátima”).

Naquele que será outro dos momentos altos do festival, acontece no pelas 19:00 de 24 de Setembro, na Casa das Histórias Paula Rego, uma homenagem a Manuel Alegre, Prémio Camões 2017.

A sessão consistirá de uma conversa com o poeta, conduzida por Ana Sousa Dias, seguida de um recital de poesia por Ângela Pinto e Luís Lucas.

Todas estas sessões vêm juntar-se a outras, anteriormente anunciadas, nas quais participam a escritora indiana Arundhati Roy, ontem anunciada finalista do Man Booker Prize (dia 02, 19:00), Inês Pedrosa e Maylis De Kerangal (dia 03, 21:30), Henry Marsh (dia 09, 21:30), Paul Auster, também ele entre os finalistas do Man Booker Prize (dia 10, 21:30), Lídia Jorge e Rosa Montero (dia 15, 21:30), António Bagão Félix, Francisco Louçã e Sandra Navidi (dia 16, 18:30), e Selva Almada e Sophie Hannah (dia 22, 19:00).

O FIC, em que a generalidade das actividades é de entrada gratuita, resulta de um esforço conjunto da LeYa, da Câmara Municipal de Cascais e da Fundação Dom Luís I.

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 31 Dez. 2017 17:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 17 Dez. 2017 18:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

captcha