Férias nem sempre são de Sol e Mar, uma recomendação da momondo

domingo, 20 agosto 2017 14:21 Escrito por 

Estar de férias não significa apenas viajar para longe ou passar o dia na praia. Foi a pensar nos portugueses que planeiam fazer uma city break que a momondo elaborou uma lista dos seus museus de Lisboa preferidos.

Nas férias não é obrigatório viajar para longe ou passar o dia na praia. Por esse motivo, e a pensar nos 27% dos portugueses que planeiam fazer algo diferente, que a momondo elaborou uma lista dos seus museus de Lisboa preferidos que, expondo praticamente todos os géneros artísticos, merecem sem dúvida ser visitados

MUDE – Museu do Design e da Moda

Este museu vai conquistá-lo assim que vir as paredes de tijolo nuas, as colunas de granito e os tectos de estuque que detêm a história do design do século XX. Com uma colecção ecléctica alucinante, aqui poderá apreciar desde pilhas de gavetas de design Sottsass à loiça icónica Dresser ou a alta costura Givenchy. Deixe-se impressionar pela forma e funcionalidade nos objectos desenhados por designers como Wright Wegner e não se vá embora sem antes visitar o cofre bancário clássico dos anos 60 na cave.

Museu da Eletricidade

Tendo iluminado a cidade inteira de Lisboa por mais de quatro décadas, este edifício de tijolo vermelho não lhe passará ao lado. Transformado em 1990 no Museu da Electricidade, oferece exposições fascinantes detalhando o ambiente de trabalho e operações da antiga planta, e outras, mais modernas, de arte e fotografia. Aproveite para conhecer a Sala das Caldeiras, com antigas caldeiras de alta-pressão que chegam aos 30 metros de altura, e entre nas fornalhas para explorar a sua estrutura interna. Já que lá está, aproveite e visite também o novo MAAT - Centro de Arte Tecnologia da Fundação EDP, com as suas linhas orgânicas e azulejos 3D.

Museu Nacional dos Coches

Se gostava do coche da Cinderela, experimente ver os 45 coches com centenas de anos que fazem parte da elegante colecção do Museu Nacional dos Coches. Com uma das maiores e mais raras colecções do género do mundo, este é o museu mais visitado de Portugal.

Após se ter mudado, em 2015, para um edifício modernista ao fundo da rua, desenhado pelo arquitecto brasileiro vencedor do Prémio Pritzker Paulo Mendes da Rocha, começou a exibir ainda mais coches, carruagens, berlindas, chaises e cabriolets, bem como artigos reais de épocas passadas.

Museu da Marioneta

Fundado em 1987 pela Companhia das Marionetas de São Lourenço para tentar preservar a tradição portuguesa, este museu tem como objectivo pesquisar, recolher, preservar e exibir tudo o que diga respeito ao teatro das marionetas. Faça uma visita guiada para conhecer os diferentes tipos de marionetas, os seus mecanismos e a sua história no único museu deste género do país.

Museu Nacional da História Natural e da Ciência

Para os amantes da História Natural, este museu, com uma colecção reunida ao longo de 250 anos com itens das áreas de zoologia, antropologia, geologia e botânica, é um local a não perder. Muitos destes tesouros remontam a antigas colónias portuguesas na Ásia e em África, contando a história do passado colonial do país.

Nas traseiras do museu encontrará um Jardim Botânico, um oásis verdejante de plantas tropicais exóticas, árvores gigantes e até uma incubadora de borboletas.

Museu do Fado

Antes de visitar as típicas casas de fado do Bairro Alto ou de Alfama, considere aprender um pouco acerca da história do fado. Com raras colecções de fotografias, cartazes, pautas musicais, instrumentos, documentos profissionais e até contratos e licenças, que juntos ajudaram a criar a história do fado, este museu faz tributo à música melancólica dos bairros de Lisboa.

O Museu do Fado organiza ainda seminários, workshops e concertos.

Museu Nacional do Azulejo

Neste convento do século XVI é contada a história completa da tradição portuguesa do azulejo. A colecção única data do século XV e ilustra feitos da Igreja Católica, do Terramoto de 1755 e da ascensão e queda da monarquia da nação.

Uma das exposições mais icónicas são os 1.300 azulejos pintados à mão a azul e branco que, ao longo de 23 metros, representam a paisagem da cidade de Lisboa de 1738.

Museu Fundação Oriente

Com uma bonita vista sobre o rio Tejo, o Museu Fundação Oriente guarda uma impressionante colecção de 12.000 peças da Arte Oriental, uma das mais incríveis do seu género. Com cerâmica artesanal, máscaras, arte e esculturas reunidas ao longo dos tempos, este é sem dúvida um local a conhecer.

A Colecção Kwok On, de 2.000 peças de Timor Leste, Japão, Goa, Coreia e Macau é considera uma das maiores heranças de máscaras asiáticas sagradas e teatrais, trajes tradicionais e relíquias religiosas do mundo.

Casa dos Bicos

Supostamente inspirado no palácio italiano Palazzo dei Diamanti, este “palácio” do início do século XVI tem uma curiosa fachada coberta de bicos de pedra em forma de diamante. Sendo um sobrevivente do Terramoto de 1755, a Casa dos Bicos foi usada por muitos anos como armazém para o peixe salgado da gastronomia portuguesa. Hoje, serve de museu e fundação dedicados ao vencedor do Prémio Nobel, José Saramago, mostrando a vida e obra do autor.

Museu Nacional de Arte Antiga

Alojado num palácio do século XVII, este museu é um tesouro escondido reconhecido ele próprio como uma obra de arte. Inclui pintura, escultura, têxteis e mobília desde o século XII ao século XIX, com obras de Albrecht Dürer, Rubens, Breughel, e Lorrain, bem como o impressionante tríptico ‘A Tentação de Santo António’ do pintor holandês Hieronymus Bosch.

No encantador jardim com café, com uma vista das docas e do Tejo, pode aprovar para tomar um bom almoço buffet a preços simpáticos enquanto aprecia as esculturas clássicas que descansam à sombra de árvores exóticas.

Se quer aproveitar um fim de semana ou umas mini férias para fazer algo diferente, pondere a hipótese de conhecer estes museus de Lisboa e mergulhe numa aventura cheia de conhecimento e cultura.