"Primeira imagem" o festival de Almada leva estreia ao D. Maria II

quarta, 12 julho 2017 18:51 Escrito por 
"Primeira imagem" o festival de Almada leva estreia ao D. Maria II D.R.

Algumas obras dos artistas contemporâneos Vito Acconci e Bruce Nauman foram o ponto de partida de John Romão para a construção da peça "Primeira imagem", que estreia nesta quarta-feira, em Lisboa, integrada no 34.º Festival de Almada.

"À semelhança do que Acconci e Nauman fizeram [nas décadas de 1970 e 1980], num prenúncio do que, 40 anos mais tarde, iria confluir nas 'selfies' e na exposição do corpo nas redes sociais, dirigindo-se à câmara de vídeo, muitas vezes utilizada como um agente de endereçamento íntimo, os jovens actores utilizam os mesmos textos e acções, para se dirigirem agora ao público, no teatro", lê-se na programação do Teatro Nacional D. Maria II, onde a peça estará em cena, na sala Estúdio, até domingo.


É, assim, numa relação mista de independência e co-dependência entre artistas/actores e espectadores que "Primeira imagem" reactiva formas, habitando-as num contexto de estúdio de criação, que é o próprio palco, e no qual os corpos se tornam um campo de experimentação desse espaço, acrescenta a mesma nota.

"Próximo de um transe, entre as regiões subterrâneas da mente e a própria vontade dos artistas/actores, em “Primeira Imagem” vemos o esforço que estes fazem para se convencerem e controlarem a si mesmos e ao público", sublinha a programação do D. Maria II.

Neste espectáculo, os jovens actores acabam por reclamar uma atenção sobre os próprios corpos, que mergulham no mercado da arte, numa exposição de intimidade, que, ora sedutora ora fantasiosa, pretende obter aprovação, credibilidade ou repulsa.

Concebida e encenada por John Romão, a peça tem interpretação de Carolina Lobato, Catarina Moita, Diana Narciso, Duarte Melo, Erica Rodrigues, Gabriel Gomes, Henrique Bispo, Madalena Barreto, Margarida Freitas, Marta Caeiro, Roxana Lugojan e Tiago Gonçalves.


De entrada gratuita, com espectáculos de quinta a sábado, pelas 21:30, e, no domingo, pelas 16:00 -, "Primeira imagem" insere-se no ciclo dedicado ao novíssimo teatro português, e é a quinta e última produção portuguesa a estrear nesta edição do Festival de Almada.


A decorrer até dia 18, o 34.ª Festival de Almada integra apresenta 44 produções de teatro, dança e música, das quais 27 são espectáculos de sala e, destes, 13 são produções portuguesas.

Espectáculos e animação de rua, concertos, exposições e debates são outras das propostas do Festival.