Salvador Sobral disse, irónicamente, no Festival Confluências "está imensa gente"

Salvador Sobral disse, irónicamente, no Festival Confluências "está imensa gente"

Salvador Sobral disse, irónicamente, no Festival Confluências "está imensa gente" Maria João Gala / Global Imagens

Uma semana após ter ganho em Kiev o Eurofestival, Salvador Sobral cantou e ironizou para milhares de pessoas em Marco de Canaveses, integrado no Festival Confluências.

O cantor começou por dizer, de forma irónica, "isto é só o meu primeiro concerto com mais de 100 pessoas", numa actuação para mais de 100 mil pessoas.

Salvador Sobral apareceu em palco da mesma forma que aparecia antes de se ter tornado mundialmente aclamado, sorridente, descontraído e alegre por ver uma plateia de alguns milhares de pessoas.

Um pouco mais à frente da sua actuação voltou a ironia, afirmando que "jamais tive tanto público na minha vida, caraças, porque será?", olhando para a multidão, acrescentando: "está imensa gente".

Numa noite em que a temperatura ajudou o público, que teve oportunidade de assistir ao primeiro concerto após Eurovisão e sem pagar nada, aplaudia as canções do álbum "Escuse me". De referir que os temas do disco são interpretados na sua maioria em inglês, existindo também em português. Poucos e tímidos, acompanharam alguns refrões em conjunto com os músicos.

A acompanha-lo ao piano esteve, como é costume, Júlio Resende, mas Salvador Sobral também gosta de tocar e assim o fez numa ou noutra canção. O destaque, para além do tema que encerrou a noite, foi para "Não fui eu", em que o público ia acompanhando o concerto, em silêncio, mas de olhos fixos no palco.

Como é normal nos seus espectáculos, à medida que o concerto ia evoluindo, o cantor foi contando algumas piadas, pondo a plateia a rir.

Já praticamente no final do concerto, pediu aos espectadores para cantar: "No corpo e na alma estava o coração". Em interacção pediu primeiro aos do seu lado esquerdo, pedindo de seguida aos do lado oposto, terminando com a esquerda e a direita a cantarolar com ele o tema..

Passava mais de uma hora de concerto e após um grande silêncio, Salvador interpretou o tema que os milhares de espectadores ansiavam ver e ouvir, "Amar pelos Dois".

Assim que Salvador começou a cantar "Meu bem, ouve as minhas preces, peço que regresses, que me voltes a querer?", o público 'saltou', como se tivesse uma mola nos pés, e em uníssono interpretaram o tema.

No final, no meio de uma grande euforia por parte da plateia, Salvador Sobral gritou "viva Portugal", agradecendo todo o apoio.

Mas o concerto não acabou ali, pois com a 'química' que existe entre o cantor e os músicos que o acompanham, cantaram de improviso um 'blues' com letra alusiva a Marco de Canaveses.

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 31 Dez. 2017 17:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 17 Dez. 2017 18:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

captcha