Monteverdi é o compositor que se destaca na programação de 2017/2018 do CCB

quinta, 01 junho 2017 00:41 Escrito por 
Monteverdi é o compositor que se destaca na programação de 2017/2018 do CCB D.R.

Monteverdi é o compositor que se destaca na programação de 2017/2018 do CCB

O Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, apresentou a temporada 2017/2018, com uma programação onde se destacam os 450 anos do nascimento de Claudio Monteverdi.

O Festival Monteverdi realiza-se em Setembro, marcando o início da temporada, que inclui ainda outros concertos, a apresentação dos madrigais, pelo coro Ricercare e o grupo vocal Olisipo, assim como as Vésperas de Nossa Senhora, pelo Ludovice Ensemble.


Há ainda três outras vertentes programáticas como "De Zeus a Varoufakis. A Grécia nos destinos da Europa” "Tirai os pecados do mundo. Ciclo Hieronymus Bosch" e "No fundo Portugal é mar. Perspectivas de arte ciência e ambiente", numa parceria com a Estrutura da Missão para a Extensão Plataforma Continental


O Centro Cultural de Belém completa 25 anos em 2018, pelo que a data será comemorada e reflectida em algumas actividades como a exposição “Memorabilia”, ainda filmes e publicações bem como uma festa na praça e concertos de verão.

Não faltarão os habituais “Dias da Música” de 27 a 29 de Abril, que terão como pano de fundo as tenebrosas pinturas de Bosch.


“Há fado no Cais”, uma parceria com o Museu do Fado, trará ao CCB Aldina Duarte, Carlos do Carmo, Gonçalo Salgueiro.

Ricardo Ribeiro terá uma “carta branca” num tributo a José Afonso.

Exposições na Garagem Sul, teatro, dança, cinema e ainda programas dedicados á Literatura e ao Pensamento, nomeadamente ao ciclo de entrevistas por Anabela Mota Ribeiro, integram esta programação de 2017/2018.

A música sinfónica e operática estarão a cargo da Orquestra Metropolitana de Lisboa, da Sinfónica Portuguesa e da de Castilla y León.
Em Fevereiro próximo, será apresentada a ópera "Elektra", de Richard Strauss, pela Sinfónica Portuguesa e o Coro do Teatro de S. Carlos, com Nadja Michael, James Rutherford, e Marco Alves dos Santos, e outros.

Na área da música de câmara, o CCB volta a contar com as presenças do DSCH-Schostakovitch Ensemble, de Filipe Pinto Ribeiro, da orquestra de Câmara Portuguesa, mas também do Quarteto Lopes-Graça e do Vianna Bones Quartet, e outros.

Modificado em quinta, 01 junho 2017 02:10