Homenagem a Verdi e Zappa na ultima semana de concertos do Festival ao Largo

Homenagem a Verdi e Zappa na ultima semana de concertos do Festival ao Largo

Homenagem a Verdi e Zappa na ultima semana de concertos do Festival ao Largo D.R.

A última semana de concertos no Festival, ao Largo de 19 a 22 de Julho, tem como pontos fortes o tributo a Frank Zappa e a Giuseppe Verdi.

A última semana de concertos do Festival ao Largo inicia-se no dia 19 de Julho, com a estreia da Orquestra Clássica da Madeira num programa que reúne algumas das obras favoritas dos grandes concertos de Verão.
Elgar, Rossini, Mascagni e Suppé, com Joly Braga Santos no início, são os compositores de uma noite que apresentará também o violoncelista Alexander Buzlov como solista convidado.


A 20 de Julho, é a vez dos Brass Factory prestarem tributo ao grande músico norte-americano Frank Zappa (1940-1993).

Compositor autodidacta, cantor, produtor discográfico, desenhador, realizador e activista, Zappa foi seguramente um génio musical do século XX.
Ao longo de uma carreira de 30 anos, a sua obra inspirada maioritariamente pela música de Varèse, Stravinsky e Webern, assenta também no jazz moderno e na música freak de então.

A Tribute to Frank Zappa revisitará alguns momentos musicais deste compositor por solistas da Orquestra Metropolitana de Lisboa que se juntaram em 2011 para se apresentarem na 3.ª edição do Zappamundo – Festival Internacional de Música Frank Zappa. Desde então, têm percorrido diversos palcos interpretando a música deste notável compositor norte-americano.


Nas noites de 21 e 22 de Julho, será a música de Verdi que inundará o Largo de São Carlos.
O Coro do Teatro Nacional de São Carlos e a Orquestra Sinfónica Portuguesa, com os solistas Cristiana Oliveira (soprano) - que regressa após o sucesso da sua participação em 2016 - e Roland Wood (barítono), sob direcção de Andrea Sanguineti executarão peças do compositor italiano

"A Vida de Verdi" é o programa proposto para as duas noites, um autêntico Festival Verdi que se inicia e culmina com Nabucco, um dos seus maiores êxitos, e que nos convida a uma viagem cronológica interpretando árias, duetos e coros de algumas das mais conhecidas óperas do génio imortal de Giuseppe Verdi.

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 31 Dez. 2017 17:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 17 Dez. 2017 18:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

captcha