Governo Regional dos Açores investe na reablitação de baleeiros

sexta, 11 agosto 2017 00:04 Escrito por 
Governo Regional dos Açores investe na reablitação de baleeiros D.R.

O Governo Regional dos Açores atribuiu mais de 122 mil euros em apoios a 55 projectos na área do património baleeiro.

Pela importância sócio-económica que teve na vida das populações e pelo carácter épico-dramático de que se revestiu, a baleação deixou marcas – traços “identitários” - profundas na memória colectiva de muitas localidades açorianas.

A homogeneidade global crescente e de erosão das culturas tradicionais e singulares, as pequenas comunidades sentem cada vez mais a necessidade vital de reabilitarem a sua identidade cultural.

O Pico, como reconhecido e inquestionável referente paradigmático do imaginário baleeiro regional, tem cultivado os valores e as memórias da baleação, consagrados no Museu dos Baleeiros e do Museu da Indústria Baleeira (com projecção nacional e internacional) e revividos na Semana dos Baleeiros.

O bote baleeiro é, incontornavelmente, um dos mais importantes vestígios materiais do património baleeiro e da cultura da baleação. Inspirados na herança norte-americana os açorianos produziram um novo modelo de bote baleeiro, mais comprido e melhor adaptado às condições de navegabilidade dos nossos mares e ao modelo de baleação costeira e artesanal que se praticou nas ilhas dos Açores.

Resultado da capacidade criativa e do génio inventivo dos primeiros grandes construtores navais açorianos, o bote baleeiro açoriano, no entender de muitos especialistas, “a mais perfeita embarcação que alguma vez sulcou os mares”, é um misto de robustez, elegância, eficácia e singularidade.

A Secretaria Regional de Educação e Cultura disponibilizou 122 mil euros, que destinam-se a suportar os custos com a execução de trabalhos de conservação e recuperação de 45 embarcações de instituições e particulares das ilhas Terceira, Graciosa, S. Jorge, Pico, Faial e Flores.

De acordo com o despacho do Secretário Regional, "os apoios contemplam ainda 10 projectos de formação nas artes de velejar e remar em botes baleeiros e de aquisição de meios de salvamento".