Espectáculo de videomapping assinala os 300 anos do Convento de Mafra

Espectáculo de videomapping assinala os 300 anos do Convento de Mafra

Espectáculo de videomapping assinala  os 300 anos do Convento de Mafra opção Turismo

A fachada do Real Edifício de Mafra vai transformar-se, nos dias 01 e 02 de Setembro, sempre pelas 22:00 horas, numa grande tela de projecção de um espectáculo de “videomapping” assinalando os 300 anos do monumento.

À “primeira pedra” da Basílica, lançada a 17 de Novembro de 1717, caberá o papel de narrador no espectáculo audiovisual que numa linha do tempo, cruza os principais factos associados ao monumento, com momentos marcantes da história de Portugal, divulgou a Câmara de Mafra, coorganizadora das comemorações do tricentenário do Edifício.


Pela fachada do monumento mandado construir no século XVIII pelo rei João V passarão figuras históricas e personagens fictícias (algumas delas tendo por base a obra “Memorial do Convento”, do escritor José Saramago), para contar as estórias relativas à obra de um rei que é, também, a obra do povo que lhe deu corpo e alma.

O espectáculo integra as comemorações do tricentenário do lançamento da primeira pedra daquele monumento, assinalado com um programa que está a ser desenvolvido desde Novembro de 2016 e que se prolonga até 17 de Novembro deste ano.


Em Setembro, terá lugar uma visita à Tapada de Mafra e um concerto a seis órgãos, na Basílica, programado para dia 03, actividades radicais no Terreiro, de 22 a 24 e uma noite de porta abertas na Escola de Armas, que inclui, no dia 29, uma visita aos subterrâneos.

No mesmo mês, o programa completa-se com mais dois encontros do Ciclo de Conferências no Palácio Nacional de Mafra. A primeira realiza-se nos dias 14 e 15, sob o tema “A ciência está em Mafra”. A segunda será nos dias 27 a 29, versando sobre “A Encomenda de D. João V”.


Construído em pedra lioz da região, o palácio ocupa uma área de perto de quatro hectares, compreendendo 1.200 divisões, mais de 4.700 portas e janelas, 156 escadarias e 29 pátios e saguões.

Integra um paço real, uma basílica, um convento, um hospital monástico, um jardim e uma tapada.


Convém salientar que integra uma das mais notáveis bibliotecas do século XVIII; a mais importante colecção de Escultura Barroca em Portugal e os dois carrilhões maiores do mundo, constituídos por 98 sinos afinados musicalmente entre si; e o único conjunta conhecido de seis órgãos de tubos concebidos para utilização simultânea.

Foi classificado como Monumento Nacional em 1910.

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 31 Dez. 2017 17:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 17 Dez. 2017 18:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

captcha